Como manter a calma – mesmo quando tudo dá errado nos negócios

Em Economia Comportamental por

Imagem do post: Como manter a calma – mesmo quando tudo dá errado nos negócios

Quando as coisas não andam da forma como o empreendedor gostaria em seu negócio, fica difícil fugir da ansiedade e do estresse.

Porém, se você se deixa tomar por esse estado de espírito, dificilmente vai conseguir tirar o seu negócio da crise – e pode ainda contribuir para levá-lo para o buraco.

“Quando o empreendedor vê que as coisas não estão dando certo, muitas vezes ele se deixa tomar pelo desespero e começa a se perder. A empresa não fatura, a equipe fica tensa, ele fica nervoso, cobra demais, não consegue dormir, não tem momentos de lazer, briga com a família… Isso tudo aumenta seu estresse, e a empresa sofre ainda mais”, afirma o consultor Christian Barbosa, especialista em produtividade.

Para a professora da ESPM Flávia Ávila, especialista em economia comportamental, seja na crise ou fora dela, o empreendedor não pode esquecer que ele é um ser humano falível. Por isso, é importante buscar olhar suas decisões de forma mais crítica, especialmente quando a empresa não vai bem.

“Num momento de crise, é muito comum que o empreendedor ignore os alertas vermelhos, que muitas vezes aparecem antes de a situação ficar mais complicada”, explica.

Quer levar o seu negócio adiante com serenidade mesmo quando tudo parece desmoronar? Então veja essas dicas:

 

1 – Mantenha o foco

Em momentos de dificuldade na empresa, é comum que o empreendedor decida diversificar seus produtos ou serviços, na esperança de recuperar o faturamento. Porém, o consultor Christian Barbosa avisa que esta pode não ser uma boa ideia.

“É comum ele querer diversificar num momento como esse. Se não está dando certo vender adesivo, ele resolve vender camisa, por exemplo. Mas com isso ele corre o risco de perder o foco e perder dinheiro. Ás vezes o que ele precisa fazer é inovar com o que ele já tem. Depois, quando as coisas estiverem bem, aí sim é o momento de buscar diversificar”, afirma.

 

2 – Reveja suas metas

Em momentos mais turbulentos, dar conta da meta do ano pode parecer uma tarefa impossível. Porém, pode ficar mais simples se você mudar a forma como olha para seus objetivos.

“Rever as metas e estratégias da empresa pode ser ótimo. O empreendedor deve reservar um tempo em sua semana para pensar sobre isso e planejar os próximos passos. Nesses períodos, melhor do que ter uma meta anual, é estabelecer objetivos de mais curto prazo. Você pode fatiar a sua meta anual e estabelecer metas trimestrais, por exemplo”, aconselha o consultor.

 

3 – Seja realista

Existem alguns padrões de comportamento aos quais o empreendedor deve ficar atento para enfrentar momentos de dificuldade em seu negócio. Dentre eles estão o excesso de otimismo e a tendência a sempre buscar informações que corroborem a sua vontade, o que é chamado de viés de confirmação, explica a professora Flávia Ávila.

Agir sob influência desses padrões só vai atrapalhar a sua empresa. “Precisamos assumir que somos falíveis. Portanto, é importante que o empreendedor olhe para trás e reflita ‘Será que foi tudo tão maravilhoso quanto eu imaginei?’”, indica a especialista.

Após fazer essa autocrítica, fica mais fácil observar o cenário da empresa de forma mais realista, a fim de tomar as melhores decisões.

 

 4 – Ouça a sua equipe

Uma consequência de assumir as próprias falhas é que o líder pode com isso aprender a contar mais com os outros. E isso é importante porque, quando a empresa não vai bem, o empreendedor muitas vezes esquece que pode contar com quem está mais próximo: a sua equipe.

“Ás vezes, o empreendedor vai procurar um coach fora, quem nem conhece aquele negócio, mas se esquece de consultar quem está ali no dia a dia. No momento de crise, é importante incentivar que seus funcionários sejam verdadeiros e falem o pensam, mesmo que isso signifique discordar do chefe. Essa pessoa pode estar enxergando algo que você não viu”, explica a professora.

 

5 – Crie padrões positivos

Quando o empreendedor assume que pode errar, outra consequência positiva é que ele pode criar padrões que o levem a errar menos.

Um momento de crise é uma boa hora para rever os processos da sua empresa e estabelecer padrões positivos, aconselha a professora.

“Criar padrões que sejam os melhores possíveis, tornando alguns comportamentos automáticos, faz com que você tenha menos chance de tomar uma decisão equivocada frente a uma determinada situação”, explica Flávia.

 

6 – Cuide de você

Se o empreendedor não está bem, dificilmente sua empresa será próspera. Sendo assim, mesmo quando a situação nos negócios está complicada, é importante não descuidar de sua saúde mental e física.

“É importante ter um fator desestressante na sua agenda, achar algo que você goste de fazer, um esporte, ouvir musica, dançar. Algo que te faça esquecer da vida. Porque quando o empreendedor fica só no campo de batalha, ele não consegue se desenvolver”, alerta o consultor Christian Barbosa.

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/pme/como-manter-a-calma-mesmo-quando-tudo-da-errado-nos-negocios/

 

Voltar